terça-feira, 12 de maio de 2009

Será o nosso fado???


Como um cavalo ao sol esperando que noite caia... Que a lua brilhe... Que apareças...

Não peço que fiques... Não quero que vás... Segue o teu rumo...

Eu... Tu...

Como um poldro que anceia ir mais longe, ver mais além...

Galopando, livre com o vento... Vai até onde tiver que ir...

Poderá acompanhar-te, fazer parte da tua felicidade, depender de ti, basta deixar que isso aconteça...

Mas sempre impondo a sua liberdade... Se ficar, saberás que te pertence!
Se o prenderes nunca saberás se alguma vez te pertenceu...

Sem comentários:

Enviar um comentário