sexta-feira, 6 de março de 2009

Porquê??? Porquê?? Porquê?


Porquê gostar? Porquê gostar de ti? Porquê tu? Porquê ele?
Quando todo o mundo gira... Eu me sinto perdida... Perdida dentro do teu labirinto que não tem saída nem para ti... Posso dizer tal como se estivessemos em pontas opostas de uma roda gigante de onde se vê o mundo em mudança constante, em evolução e nós não saimos do mesmo sitio, da mesma situação e me impedes de continuar em frente...
Porquê gostar? Porquê sentir?
Não entendo porque temos de depender desses sentimentos que nos acabam sempre por magoar por mais que tentemos evitar...

1 comentário:

  1. A roda gira, e ainda bem que assim é! Depois das tempestades, sejam elas de que forma forem, serão sempre um ciclo de aprendizagem, crescimento...

    Tira todo o partido do que estás a passar e fica mais forte...

    Virá um novo amar, um novo sentir, uma nova ambição, um novo projecto...

    Como uma roda gigante que sempre passa pela partida mas que cada vez vais sentir uma sensação diferente!!!

    ResponderEliminar